• Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon

Fazenda São José de Guapiaçu  s/nº – Guapiaçu 
Cachoeiras de Macacu – RJ
CEP 28.680-000

Fale conosco

Criativamente desenvolvido por Conticom Comunicação Integrada

GUAPIAÇU GRANDE VIDA E PROJETOS PATROCINADOS PELA PETROBRAS PLANTARÃO CERCA
DE 4.500 MUDAS DE ESPÉCIES AMEAÇADAS EM TODO O BRASIL NO DIA DE PROTEÇÃO ÀS FLORESTAS

O projeto Guapiaçu Grande Vida em conjunto com 14 projetos patrocinados pela Petrobras, plantarão cerca de 4500 mudas em várias regiões do país no próximo dia 17.  O Guapiaçu Grande Vida é o responsável pelo plantio de 300 mudas nativas da Mata Atlântica, das quais, 100 são ameaçadas de extinção. Espécies como Garapa, Jequitibá-rosa, Cedro-rosa, Imbirema, Jacarandá-da-bahia, Palmito-juçara, Braúna, Pau-brasil, Cambucá e Bicuíba serão plantadas no município de Cachoeiras de Macacu/RJ.

Na cultura popular brasileira, a proteção das florestas é personificada na figura mística do Curupira, um espírito mágico que habita as florestas e ajuda a protegê-la da invasão e ataque de pessoas má intencionadas. Por este motivo, o dia 17 de julho também é considerado o Dia do Curupira, o “protetor das florestas”. Por isso, nesta data muitas ações práticas são realizadas para mostrar à população os perigos que aguardam a humanidade, caso não seja feito algo para proteger as florestas.

Essa ação, que envolverá crianças, jovens, universitários, pessoas com deficiência, comunidades tradicionais e povos indígenas, pretende reforçar a importância da proteção das florestas não só para a regulação do clima, mas também para a manutenção da vida no planeta. A ideia é aproximar as pessoas e a natureza, disseminando conhecimentos sobre as espécies ameaçadas, a necessidade de recuperação e preservação dos recursos para gerações futuras e também a utilização das plantas em várias atividades humanas como a alimentação, o uso medicinal, a produção de cosméticos, entre outros.

Esta ação conta com uma campanha digital nas redes sociais dos projetos participantes com a hashtag #florestaseclima e #juntospelomeioambiente.

O projeto Guapiaçu Grande Vida é realizado no estado do Rio de Janeiro, pela Reserva Ecológica de Guapiaçu (REGUA) em parceria com a Prefeitura de Cachoeiras de Macacu. O projeto atua com a restauração ecológica e a educação ambiental. São 160 hectares de Mata Atlântica restaurados na sub-bacia do rio Guapiaçu e na educação ambiental, uma das novidades é o Programa Piloto de Monitoramento de Recursos Hídricos (PPMRH), envolvendo estudantes em coletas e análises de água de rios do município.

CONHEÇA ABAIXO OS PROJETOS ENVOLVIDOS NESSA AÇÃO DE PROTEÇÃO ÀS FLORESTAS

Projeto Agroflorestar: www.cooperafloresta.com

Projeto Amazonas sustentável: www.fas-amazonas.org

Projeto Ar, Água e Terra: www.projeto.iecam.org.br
Projeto CO2 Manguezal: www.co2manguezal.org

Projeto De Olho na Água: www.deolhonaagua.org.br

Projeto Florestas de Valor: www.imaflora.org/comunidades-areas-protegidas_florestas-de-valor.php

Projeto Guapiaçu Grande Vida (GGV): www.ggvbr.org/o-projeto
Projeto No Clima da Caatinga: www.noclimadacaatinga.org.br/projeto

Projeto Pacto das Águas: www.pactodasaguas.org.br

Projeto Semeando Água: www.semeandoagua.ipe.org.br
Projeto Semeando sustentabilidade: www.semeandosustentabilidade.org/historico-da-rioterra

Projeto Verde Novo: www.copaiba.org.br/verdenovo

Projeto Viveiro Cidadão: www.viveirocidadão.org.br
Projeto Uçá: www.projetouca.org.br/o-projeto
Projeto Uruçu Capixaba: www.ibramar.org/urucu


 

 
 

GUAPIAÇU GRANDE VIDA E PROJETOS PATROCINADOS PELA PETROBRAS PROMOVERÃO PLANTIO SIMBÓLICO EM TODO O BRASIL EM COMEMORAÇÃO AO DIA INTERNACIONAL
DAS FLORESTAS

O projeto Guapiaçu Grande Vida, no dia 21 de março de 2019 realizará o plantio de 100 mudas nativas da Mata Atlântica, de aproximadamente 30 espécies diferentes na APA da bacia do rio Macacu. Essa iniciativa faz parte uma ação em rede que é resultado da integração de projetos patrocinados pela Petrobras, da linha floresta e clima, por meio do Programa Petrobras Socioambiental.
 

Os projetos que integram esta rede são: Projetos Ar Água e Terra: Vida e Cultura Guarani (RS), De Olho na Água (CE), Florestas de Valor (PA), Guapiaçu Grande Vida (RJ), Verde Novo (MG e SP), Viveiro Cidadão (RO), Uruçu Capixaba (ES) e Semeando Água (SP).

 

O plantio simbólico de milhares de espécies arbóreas acontecerá também em várias regiões do país na data em que se reforça a importância das florestas não só para a regulação do clima, mas também para a manutenção da vida no planeta. O evento envolverá crianças, adolescentes, jovens, universitários, pessoas com deficiência, comunidades tradicionais e povos indígenas e visa sensibilizar as pessoas sobre a importância das florestas.

 

Os projetos integrantes da Rede acreditam que envolver as pessoas em ações como esta é fundamental para sensibilizá-las e conscientizá-las sobre a sua relação com a natureza e a importância da preservação e recuperação das florestas. 

 

Esta ação conta com uma campanha digital nas redes sociais dos projetos participantes com a hashtag #florestaeclima.

 

O projeto Guapiaçu Grande Vida é realizado no estado do Rio de Janeiro, pela Reserva Ecológica de Guapiaçu (REGUA) em parceria com a Prefeitura de Cachoeiras de Macacu. O projeto atua com a restauração ecológica e a educação ambiental. São 160 hectares de Mata Atlântica restaurados na sub-bacia do rio Guapiaçu e na educação ambiental, uma das novidades é o Programa Piloto de Monitoramento de Recursos Hídricos (PPMRH), envolvendo estudantes em coletas e análises de água de rios do município.

 

LINKS DOS PROJETOS:

Projeto Ar, Água e Terra: www.projeto.iecam.org.br

Projeto De Olho na Água: www.deolhonaagua.org.br

Projeto Florestas de Valor: www.imaflora.org/comunidades-areas-protegidas_florestas-de-valor.php

Projeto Guapiaçu Grande Vida (GGV): www.ggvbr.org/o-projeto

Projeto Verde Novo: www.copaiba.org.br/verdenovo

Projeto Viveiro Cidadão: www.viveirocidadão.org.br

Projeto Uruçu Capixaba: www.ibramar.org/urucu

Projeto Semeando Água: www.semeandoagua.ipe.org.br

PROGRAMA-PILOTO DE MONITORAMENTO DE RECURSOS HÍDRICOS
CHEGA A 100 COLETAS DE ÁGUA NA SEMANA DO MEIO AMBIENTE​

O projeto Guapiaçu Grande Vida tem como uma das estratégias de educação ambiental a sensibilização de estudantes do município de Cachoeiras de Macacu por meio do monitoramento dos recursos hídricos da bacia Guapi-Macacu. Esse programa piloto conta hoje com a participação de 20 monitores ambientais e completará 100 coletas e análises de água na Semana de Meio Ambiente. 


O objetivo do programa Piloto de Monitoramento de Recursos Hídricos (PPMRH) é o de promover a sensibilização dos jovens sobre os diferentes impactos das atividades humanas nos recursos hídricos. Um município que tem água no seu nome, deve promover o debate sobre a importância deste recurso. 

Além disso, deve promover a conscientização para minimizar os impactos negativos e garantir a provisão de qualidade e na quantidade necessárias às vidas de diferentes espécies na região, agora e no futuro. Facilitar esta mudança no comportamento é um dos principais objetivos do projeto Guapiaçu Grande Vida, que conta com patrocínio da Petrobras e apoio da Prefeitura Municipal de Cachoeiras de Macacu, é uma realização da Reserva Ecológica de Guapiaçu – REGUA.  


As coletas são feitas mensalmente, em pontos previamente definidos e marcados com GPS, nos rios Macacu, Guapiaçu e Boa Vista, situados no município de Cachoeiras de Macacu, RJ. As análises são realizadas na escola parceira e fazem parte das análises dados como nível de pH, coliformes, nitrato, amônia e temperatura. 


Os relatos dos monitores que participam do programa revelam que as mudanças já podem ser observadas. “As coletas de hoje foram muito interessantes, tinha locais do município que eu não conhecia ainda e foi uma nova experiência para mim. Cada dia eu estou aprendendo mais e mais”. Relatou Matheus Silva.


Como resultado adicional observa-se que os monitores apresentam melhora no desempenho acadêmico. Foi o que relatou a estudante Tatiane Carvalho: “O curso me ajudou muito pois me fez enxergar os rios com outros olhos. E tem contribuído na minha formação, já que pude aprender mais a fundo matérias que não tenho na minha escola”.  
A integração da equipe com os monitores também é um fator que motiva a todos e favorece o sucesso do PPMRH. 

 

Segundo Lucas Bitencourt, monitor no programa: “Quando eu venho me divirto bastante, aprendo muitas coisas interessantes com o pessoal. O curso nos ensinou bastante sobre a importância da água, saber que a gente tem que preservar. Eu adoro esse tipo de coisa, eu me amarro, gosto muito do projeto.”


É nesse sentido que as ações de educação ambiental assumem o papel de transformar esses jovens e contribuir para a formação de cidadãos conscientes da importância da conservação ambiental. 


Os resultados são compilados num banco de dados e organizados de forma a elaborar uma publicação, prevista para ser concluída em 2019. Ao final do projeto serão 288 amostras de 12 pontos dos três rios, coletadas e analisadas por 40 monitores ambientais.

PRIMEIRA TURMA DO CURSO DE CONDUTORES DE TRILHAS
É FORMADA PELO PROJETO GUAPIAÇU GRANDE VIDA

O curso de condutores é um desejo do projeto Guapiaçu Grande Vida desde a sua primeira fase. Em 2018 iniciamos a seleção e depois de muito planejamento o curso foi colocado em prática e assim, em dez módulos, num total de 100 horas os cursistas aprenderam sobre diversos temas. 


Dentre os temas abordados, debateu-se desde princípios básicos de legislação ambiental, tipos de unidades de conservação, conceitos de ecoturismo, geografia, cultura e biodiversidade da região de Cachoeiras de Macacu, noções básicas de localização, cartografia, meteorologia e climatologia, prevenção de incêndios, acidentes e diversos outros assuntos indispensáveis para formar um condutor de trilhas preparado para proporcionar um bom passeio para quem quer conhecer as belezas de nossa região.

O curso de condutores de trilha possui uma grande importância não apenas para a Reserva Ecológica de Guapiaçu e para o projeto Guapiaçu Grande Vida, mas também para o município de Cachoeiras de Macacu, que indiscutivelmente possui uma grande aptidão para as atividades ligadas ao meio ambiente e à sustentabilidade.  Nosso município tem cobertura de quase 50% de Mata Atlântica e este número pode aumentar com exemplos como o do Projeto Guapiaçu Grande Vida que, com o patrocínio da Petrobras, já reflorestou 130 hectares de floresta e está em meio a mais uma fase de recuperação de mais 30 ha. 


A equipe REGUA trabalha com afinco para sempre ampliar a quantidade de áreas restauradas mas entende que o envolvimento do ser humano com a natureza é fundamental para o sucesso das iniciativas de restauração ecológica. 

A conclusão do curso garante que os 22 profissionais formados atuarão como propagadores da informação em prol da conservação de áreas que contribuem para o bem estar humano e manutenção da natureza.


Formar condutores de trilha também possui uma importância econômica, uma vez que influenciamos as pessoas a terem uma alternativa de geração de renda compatível com o que é oferecido no município, dispensando grandes deslocamentos diários para a metrópole, como de praxe. 


O curso de formação de Condutores de Trilha foi uma das atividades desenvolvidas pelo projeto Guapiaçu Grande Vida, uma realização da REGUA, com o apoio da Prefeitura Municipal de Cachoeiras de Macacu e com o patrocínio da Petrobras.  

 
 

GINCANA ÁGUAS QUE ROLAM AGITOU
AS REDES SOCIAIS NESTE MÊS DAS ÁGUAS

 

Em comemoração ao Dia Internacional da Água (22 de março) o projeto Guapiaçu Grande Vida, que é realizado pela REGUA – Reserva Ecológica de Guapiaçu, com o apoio da Prefeitura Municipal de Cachoeiras de Macacu e o patrocínio da Petrobras organizou, junto com a Secretaria Municipal de Educação, a Gincana Águas que Rolam. A iniciativa foi um sucesso e mobilizou estudantes e comunidade escolar na escolha das melhores fotos.

 

O tema água deve ser abordado no ambiente escolar em todos os anos e em todos os momentos e processos educativos. Esse ano promovemos a gincana já que esse tema foi ainda mais discutido no país. Pela primeira vez o hemisfério sul sedia o Fórum Mundial da Água, evento criado em 1996, pelo Conselho Mundial da Água, visando estabelecer os compromissos políticos acerca dos recursos hídricos.

 

O tema da Gincana foi: ‘Como o ser humano pode intervir nos nossos rios de maneira positiva ou negativa?’. A fotografia é um excelente instrumento de sensibilização ambiental já que a visão é um dos sentidos mais importantes do ser humano e parar para fotografar faz que o aluno observe o mundo de uma outra maneira. Essa foi uma ótima oportunidade de envolver alunos de vários anos com o tema, despertando um novo olhar para o ambiente ao seu redor.

 

O evento se iniciou dentro de cada escola que trabalhou o tema água em sala de aula, estimulou os alunos a terem um novo olhar para o ambiente e promoveu um concurso fotográfico para fazer a escolha da fotografia que representasse cada unidade escolar. De 12 a 15 de março as escolas fizeram a inscrição na Gincana. No dia 16 de março as fotos foram para a fanpage do projeto Guapiaçu Grande Vida na rede social Facebook® para a votação popular até dia 22. Cada curtida/reação, compartilhamento e comentário valeu uma pontuação. A foto vencedora foi premiada no dia 26 de março, na Casa da Arte Wellington Lyra (CAWEL). A escola vencedora foi o C. Estadual Sol Nascente e ganhou uma câmera fotográfica e o autor da fotografia foi o aluno Antônio Carlos Rodrigues, do 2° ano, que ganhou um kit completo do projeto.  O aluno vencedor, junto com toda a comunidade escolar, conseguiu um total de 9.047 compartilhamentos da sua foto, 632 curtidas e mais de 7.300 comentários. O alcance da Gincana na página do projeto do Facebook® foi de 56.347 pessoas, um sucesso!! As escolas e os alunos participantes receberam Certificado de participação na Gincana.

 

Acompanhem as atividades do projeto Guapiaçu Grande Vida e aguardem novas surpresas.

SUPERVISORES DA REDE PÚBLICA RECEBEM TREINAMENTO PARA USO DE TRILHA INTERPRETATIVA NA REGUA

 

O Programa de Capacitação para professores e supervisores do projeto Guapiaçu Grande Vida tem por objetivo aproximar tais profissionais desse importante instrumento de sensibilização ambiental. Assim, há um melhor aproveitamento nas visitas escolar que acontecerão ao longo do ano na REGUA.

 

Em março, o curso teve como público-alvo os supervisores educacionais. Esse grupo tem por função envolver e direcionar toda a unidade escolar no tocante as potencialidades existentes no município, bem como as práticas pedagógicas desenvolvidas. A primeira etapa ocorreu nos dias 6, 15 e 27 de março com aulas teóricas e práticas na REGUA. Participaram das atividades 22 representantes das escolas de Cachoeiras de Macacu. A próxima edição do curso está prevista para o início do ano de 2019.

 

O uso da trilha interpretativa é uma ótima ferramenta em educação ambiental. Para melhor proveito dessa estratégia, é necessário preparar os profissionais da educação para seu uso. O educador não deve só conhecer bem o percurso da trilha, mas também seus potenciais que se correlacionam com os conteúdos trabalhados em sala de aula.

CLIPPING • MATÉRIAS SOBRE A NOSSA TRILHA ADAPTADA